9 de abril de 2012

Conjunções

Conjunções Coordenativas
A conjunção é a palavra que liga duas orações ou termos de mesma função na oração. Quando a conjunção exerce seu papel de ligar as orações, estabelece entre elas uma relação de coordenação ou subordinação.
As orações coordenadas são independentes entre si, ou seja, possuem significado singular, mesmo que ligadas pela conjunção. Veja o exemplo:

A lua surgiu e as estrelas inundaram o céu de luz.
As duas orações estão ligadas pela conjunção e e não têm relação de dependência entre si. Então, a primeira oração (A lua surgiu) tem sentido completo e independe da segunda (As estrelas inundaram o céu de luz) para tê-lo; e assim também é a segunda em relação à primeira.
Duas ou mais orações que mantêm independência entre si chamam-se coordenadas, e consequentemente, a conjunção que liga tais orações é denominada conjunção coordenativa.
A conjunção coordenativa também ocorre quando duas palavras são ligadas na mesma oração. Veja o exemplo:

Ele venderá brinquedos ou revistas.
Observe que a conjunção ou está ligando duas palavras: brinquedos e revistas, as quais exercem o mesmo papel de objeto direto na oração.

Quadro de Conjunções

As conjunções coordenativas são classificadas em aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e explicativas, de acordo com o sentido das relações que estabelecem. Veja alguns exemplos:
Classificação
Sentido
Principais conjunções
Aditivas
adição, soma
e, nem, mas também
Adversativas
oposição, contraste
mas, porém, contudo, todavia, entretanto
Alternativas
alternância, exclusão
ou, ou...ou, ora...ora, já...já, quer...
Conclusivas
conclusão explicação
quer logo, pois (posposto ao verbo), portanto
Explicativas
justificativa 
pois (anteposto ao verbo), porque, que

As conjunções subordinativas são classificadas em integrantes e adverbiais. As integrantes introduzem orações subordinadas substantivas. As adverbiais introduzem orações que indicam uma circunstância adverbial relacionada à oração principal, são subdivididas em: causais, condicionais, consecutivas, comparativas, conformativas, concessivas, temporais, finais, proporcionais. Veja o quadro abaixo:
Classificação
Sentido
Principais conjunções
Integrantes
sem valor semântico específico, apenas ligam orações
que, se
Causais
causa, motivo
porque, como, já que, visto que
Condicionais
condição
se, caso, desde que, contanto que
Consecutivas
conseqüência
que (precedido de tão, tal, tanto), de modo que
Comparativas
comparação
como, que (precedido de mais ou menos), assim como
Conformativas
conformidade
como, conforme, segundo
Concessivas
concessão
embora, se bem que, mesmo que, ainda que
Temporais
tempo
quando, assim que, antes que, depois que
Finais
finalidade
para que, a fim de que, que
Proporcionais
proporção
à medida que, à proporção

Usando o Modo Imperativo

01. Assinale a resposta correspondente à alternativa que completa corretamente os espaços em branco:
Não .................... Você não acha preferível que ele se ........................ sem que você o ......................?
a) interfere - desdiz - obriga
b) interfira - desdisser - obrigue
c) interfira - desdissesse - obriga
d) interfere - desdiga - obriga
e) interfira - desdiga - obrigue
02. A forma verbal do imperativo não está correta na frase:                                                                               a) Tu falas demais! Fala um pouco menos!                
b) Você fala demais! Fale um pouco menos!            
c) Nós falamos demais! Falemos um pouco menos!                                                                                             d) Vós falais demais! Faleis um pouco menos!            
e) Eles falam demais! Falem um pouco menos!


03. Considerando o emprego do imperativo dos verbos entre parênteses, assinale a série que preenche corretamente as frases abaixo :    
                               
 Menino, .......... amigo de seus pais. (ser)                          
 Menino ........... bondoso com teus amigos. (ser)
Prepare-se para partir e ......... os livros na estante.
(pôr)   ............ eternamente teu glorioso nome.
(honrar) ............ bons em vossas ações. (ser)  
     
a) sede – sejas – ponhas – honrai – sê                    
b) seje – sejais – ponde – honra – sejais              
c) sê – sede – põe – honres – sede                                  
d) seja – sejas – põe – honre – sejais                              
e) seja – sê – ponha – honra – sede
04. Segundo o exemplo, assinale a alternativa correta: Jogar? Jogai vós.
Faça o mesmo com os verbos: trazer, tragar, ir, ler                                                                        
a) trazei, tragai, ide, lede                                              
b) tragam, traguem, vão, leiam                                                
c) trazeis, tragais, ides, ledes                        
d) tragais, tragueis, vades, leiais                                            
e) traze, traga, vão, leia        
05. Aponte a alternativa correta:      


 ............ em ti; mas nem sempre ................ dos outros.
a) Creias – duvides                                                          
b) Crê – duvidas                                                            
c) Creias – duvidas      
d) Creia – duvide        
e) Crê – duvides

06. “Aproveita, pois, a lição!”  Assinale a alternativa em que a forma verbal é a mesma do verbo destacado na frase acima:                                                                      
a) Como te enganas, meu filho!                
b) Ai, que ainda me bate o coração!            
c) Vem cá, meu filho!                                  
d) Sim senhor! É interessante isto!
07. No período “Fecha os olhos e esquece”, os verbos estão na segunda pessoa do singular do imperativo afirmativo. Damos a seguir algumas variações desse mesmo período, mudando ora o tratamento, ora a forma do imperativo; uma delas é incorreta. Assinale-a:        
                                           
a) Não feches os olhos, nem esqueças.                  
b) Fechai os olhos e esquecei.                  
c) Feche V. Ex.ª os olhos e esqueça.                        
d) Não fecheis os olhos, nem esqueçais.                    
e) Não fechai os olhos, nem esquecei.

08. Assinale a única alternativa que contém erro na passagem da forma verbal, do imperativo afirmativo para o imperativo negativo:
a) parti vós - não partais vós
b) amai vós - não ameis vós
c) sede vós - não sejais vós
d) ide vós - não vais vós
e) perdei vós - não percais vós

09. Para completar corretamente as frases:
........................... (pôr - imperativo afirmativo) mais atenção no que você faz.
...................... (pôr - imperativo afirmativo) mais atenção no que tu fazes.
..................... (pôr - imperativo afirmativo) mais atenção no que vós fazeis.
...................... (requerer - primeira pessoa do singular do presente do indicativo) licença.

a) ponha, põe, ponde, requeiro
b) ponhas, põe, ponde, requeiro
c) ponde, ponde, punhas, requero
d) ponhe, ponde, punhas, requero
e) n.d.a

10. Assinale a alternativa em que todas as formas estejam na segunda pessoa do plural do imperativo afirmativo:
a) ouvi, vinde, ide, traze
b) ouvi, vinde, ide, trazei
c) ouvi, venhas, ide, trazei
d) ouça, vinde, vá, tragais
e) ouça, venhas, vás, tragais

11. "Não fales! Não bebas! Não fujas!" Passando tudo para a forma afirmativa, teremos:
a) Fala! Bebe! Foge!               d) Fale! Beba! Fuja!
b) Fala! Bebe! Fuja!                e) Fale! Bebe! Foge!
c) Fala! Beba! Fuja!